Blog

Gengibre pra que te quero!

  Grande aliado da perda de peso, o gengibre possui inúmeros benefícios que auxiliam a manter sua boa forma e saúde em equilíbrio. Mas afinal, por que é tão poderoso? Para responder a esta pergunta, preparamos este post especialmente sobre ele.     Além de auxiliar dietas que têm como objetivo a perda de peso, o […]

 

Grande aliado da perda de peso, o gengibre possui inúmeros benefícios que auxiliam a manter sua boa forma e saúde em equilíbrio. Mas afinal, por que é tão poderoso? Para responder a esta pergunta, preparamos este post especialmente sobre ele.  

 

Além de auxiliar dietas que têm como objetivo a perda de peso, o gengibre é antioxidante, acelera o metabolismo, além de prevenir náuseas e vômitos por relaxar o sistema gastrointestinal. E tem mais, muito mais! 

 

Gengibre pra que te quero! 

 

O gengibre também tem ação anti-inflamatória e ajuda na prevenção de doenças como o câncer cólon-retal e úlceras no estômago. Além disso, ele previne doenças como gripes, resfriados, combate o envelhecimento precoce, melhora sintomas de artrite, dor muscular e doenças respiratórias, como tosse, asma e bronquite. Ufa. Quantos benefícios! 

 

Acha que para por aí? Nosso queridinho dos chás também ajuda no combate a náuseas e vômitos. Portanto, é bastante indicado para mulheres grávidas e a melhora desses sintomas pode ser notada após cerca de 4 dias de consumo de 0,5 g. Esta quantidade equivale a cerca de ½ colher de café de raspas gengibre que devem ser tomados de preferência pela manhã. 

 

E como posso ingerir esta maravilha?  

 

A raiz pode ser utilizada em chás, ou em forma de raspas que podem ser aproveitadas em sucos, água, iogurtes e até saladas. E aqui precisamos destacar que o limão potencializa o efeito do gengibre. Isso porque, também é capaz de acelerar o metabolismo, além de possuir forte concentração de vitamina C. 

 

  • Como fazer: prepare 1 suco de limão batendo a fruta no liquidificador ou espremendo direito em um copo de água. Em seguida, adicione uma colher de gengibre ralado e misture bem. 

 

Você também pode utilizar este mesmo modo de preparo para outras ótimas combinações com: hortelã, canela, abacaxi e até berinjela. Além de possuírem ação desintoxicante, são uma ótima forma de aumentar a quantidade de líquidos por dia, ajudam a manter o corpo hidratado e auxiliam na perda de peso.  

 

Se sua opção for tomar o chá, existem duas formas de preparo mais comuns, porém os ingredientes são os mesmos: uma colher de chá de gengibre ralado, ou quatro rodelas de raiz de gengibre.  

 

  • Preparo 1 

 

Leve uma panela com água ao fogo e despeje o gengibre ralado nela. Em seguida, desligue a panela quando a água começar a borbulhar, antes de levantar fervura. Pronto!  

 

  • Preparo 2 

 

Leve uma panela ao fogo e desligue-a quando atingir o ponto de começar a borbulhar, antes de começar a ferver. Então, adicione as rodelas de gengibre à panela, tampe-a e desligue o fogo mantendo-a desta maneira por 10 minutos para descansar. Coe e sirva-se. 

 

Simples, não é mesmo? Aproveite as dicas para perder aquelas medidas indesejadas e manter sua saúde em dia!  

+ Detalhes

Como ter uma alimentação sem glúten e sem sofrimento

Se você faz parte da trupe que precisa ter uma alimentação sem glúten, seja por intolerância ou, por escolha e estilo de vida, este post é para você!

 

Se você faz parte da trupe que precisa ter uma alimentação sem glúten, seja por intolerância ou, simplesmente, por escolha e estilo de vida, este post é para você! Separamos algumas informações bem úteis para te ajudar a ter uma dieta alimentar tranquila e sem paranoias.  

 

Por que ter uma alimentação sem glúten? 

 

Glúten é o nome dado a uma família de proteínas presentes em grãos. As principais são chamadas de glutenina e gliadina, sendo que, esta última é a que provoca efeitos nocivos a alguns organismos.  

 

A forma mais grave de intolerância, que leva muitas pessoas e precisarem se adaptar a uma alimentação sem glúten é chamada de doença celíaca. O problema afeta cerca de 1% da população e é causado por uma reação autoimune, quando as proteínas gliadina entram no aparelho digestivo. Isso pode causar sequelas e formar um revestimento intestinal degenerado, provocar deficiências nutricionais, disfunções digestivas graves e outros problemas.  

 

Por esses motivos, o principal objetivo deste tipo de restrição alimentar é eliminar completamente o glúten da alimentação. E como isto é bastante desafiador, já que a proteína está presente em muitos alimentos, será necessário que você adquira o costume de ler rótulos. Mas, calma! Não se desespere! Muitos alimentos estão liberados.

 

E como faço para comer sem culpa? 

 

Entre as carnes, o frango, o cordeiro e a própria carne de vaca estão liberados. Ah! Os peixes e frutos do mar como camarão e salmão, também. E pode acreditar: ervas e condimentos como sal, alho, pimenta e mostarda, também podem ser usados por quem tem intolerância ao glúten.  

 

A farinha de trigo (farinha branca) é a grande vilã para quem tem este tipo de restrição alimentar. Por isso, existem alternativas para que você possa consumir alimentos tão comuns em qualquer dieta, como pães e bolos- que precisam deste ingrediente- sem prejudicar sua saúde.   

 

As farinhas integrais (feitas de painço, aveia, quinoa, amaranto, coco), farinhas de castanhas, de polvilho doce e azedo, farinhas de grão de bico, linhaça, feijão branco e berinjela podem ser utilizadas em receitas e não contém glúten. Esses produtos podem ser encontrados em zonas cerealistas, mercados centrais, lojas de produtos naturais.  

 

Um dos grandes desafios de se fazer pratos saborosos sem glúten é saber substituir e porcionar as farinhas. Para começar, você pode testar as receitas substituindo a farinha de trigo dessa forma: para cada 1 xícara de chá de farinha de trigo em uma receita, substitua por 1 xícara de chá de mistura de farinhas sem glúten. 

 

A mais utilizada para substituir a farinha de trigo é a farinha de arroz, principalmente pela sua cor branca e sabor suave. Como o glúten é responsável por dar elasticidade e viscosidade à massa, é preciso combinar diversos ingredientes na massa sem glúten.

 

Outra opção é a fécula de batata, que tem textura parecida com a do amido de milho e é indicada para proporcionar leveza à massa sem glúten. Não há regra específica para substituição das farinhas de trigo pelas farinhas sem glúten, mas, pode-se usar a seguinte proporção para 1 xícara de farinha de trigo: ½ xícara de farinha de arroz, 3 colheres de sopa de fécula de batata, 1 colher de sopa de polvilho doce e ½ colher de sopa de goma xantana. 

 

E as bebidas? 

 

Água, chá e café podem sem consumidos sem preocupação por quem segue uma alimentação sem glúten. Os refrigerantes com açúcar (sim, com açúcar) também podem ser ingeridos. Porém, você não vai querer abusar, já que são muito açucarados, não é mesmo? Manter o equilíbrio é fundamental para a saúde.  

 

Se tratando do happy hour com aquele Chopp gelado, cuidado! Todas as cervejas contém glúten, exceto algumas especiais que são fabricadas sem a proteína.  Portanto, verifique o rótulo antes de ingerir. O vinho é uma ótima opção para quem gosta de alcoólicos e possui a restrição.  

 

Viu como é possível viver sem glúten? Depois destas dicas, procure um profissional e um local especializado em alimentação saudável e cuide bem de seu cardápio sem perder o prazer de comer. É possível!  

+ Detalhes

Qual a diferença entre dieta, regime e educação alimentar?

Dieta, regime, educação alimentar. Apesar de serem termos popularmente vistos como sinônimos e se referirem a alterações na alimentação, os conceitos possuem algumas características específicas. Por isso, para esclarecer melhor o assunto, separamos aqui as definições de cada um deles.   Mas, atenção! Antes de tomar qualquer decisão e entender a diferença entre dieta, regime […]

Dieta, regime, educação alimentar. Apesar de serem termos popularmente vistos como sinônimos e se referirem a alterações na alimentação, os conceitos possuem algumas características específicas. Por isso, para esclarecer melhor o assunto, separamos aqui as definições de cada um deles.

 

Mas, atenção! Antes de tomar qualquer decisão e entender a diferença entre dieta, regime e educação alimentar é importante saber que buscar o acompanhamento de um profissional especializado em nutrição é fundamental. Afinal, é ele quem vai identificar carências e excessos em seu organismo e indicar a alimentação que mais se adequa a sua fisiologia e rotina.

A dieta

Fazer dieta significa mudar os hábitos alimentares, seguindo as necessidades do corpo. As dietas alimentares levam em conta vários fatores e visam resultados que podem ir, desde a perda de peso, até ao controle de diabetes ou pressão alta.

 

Podemos entender a dieta como uma restrição ou inclusão de alguns elementos em sua rotina alimentar em prol de uma melhor qualidade de vida. Popularmente as pessoas seguem dietas de modo momentâneo com objetivos a curto prazo, este é o principal equívoco, que faz com que a cada novo período se tenha uma dieta da moda, prometendo resultados milagrosos.

Reeducação alimentar

A educação alimentar, geralmente, é adotada por quem tem o foco em remodelar os seus hábitos alimentares a longo prazo. Deste modo temos uma mudança no relacionamento da pessoa com a comida.

 

O objetivo principal vai além de um processo de emagrecimento, mas sim no estilo de vida com a preocupação além do que se come, mas da procedência e valor nutricional de cada alimento. Por se tratar de um novo estilo de vida as mudanças também contemplam atividades e ações que promovam maior equilíbrio entre corpo, mente e espírito.

Regime

Outra diferença entre dieta, regime e educação alimentar é a necessidade de urgência em relação aos resultados desejados em cada um destes processos. E neste caso, o regime é bem específico.

 

O regime é uma restrição alimentar que almeja resultado em curto prazo e o único objetivo é perder peso. Normalmente, restringe a ingestão de alguns alimentos durante determinado tempo. Neste caso, é preciso ter cautela para que não aconteça o famoso “efeito sanfona” após o término das restrições.

 

Depois destas dicas, se você deseja eliminar aqueles quilos a mais, ou “dar um up” na sua qualidade de vida, já sabe que deve ir até um profissional especialista em nutrição e claro, focar na força de vontade!

+ Detalhes

Dicas para recuperar sua energia após as festas de fim de ano

Todo fim de ano pede muita comemoração, festas, bons drinks e muitas confraternizações. Mas estes momentos de alegria e celebração não são feitos também geram algumas longas ressacas e desconfortos no dia seguinte.   Para aliviar estas consequências e ajudar você a aproveitar ao máximo suas comemorações, separamos algumas dicas para que você consiga recuperar […]

Todo fim de ano pede muita comemoração, festas, bons drinks e muitas confraternizações. Mas estes momentos de alegria e celebração não são feitos também geram algumas longas ressacas e desconfortos no dia seguinte.

 

Para aliviar estas consequências e ajudar você a aproveitar ao máximo suas comemorações, separamos algumas dicas para que você consiga recuperar com mais tranquilidade sua energia após as festas de fim de ano.

Proteja seu fígado

O primeiro passo para se recuperar da ressaca é ingerir alimentos que protejam o principal órgão atingido pelos consumos alcóolicos e alimentares nas comemorações, o fígado. Portanto, inclua no seu dia seguinte: aipo, aspargos, couve, limão, gengibre, chás verde e de hibisco.

 

Através destes alimentos, você conseguirá proteger seu fígado que não sofre somente com os drinks nesta época, mas também com a quantidade de banquetes gordurosos. Além disso, você também eliminará a retenção de líquidos.

Aposte no exagero da água

A água é absolutamente, sua grande aliada para recuperar sua energia após as festas de fim de ano. O recomendável é beber de dois a três litros durante o dia. Ingerir sucos de frutas e água de coco natural também irá auxiliar seu organismo a se recompor e te ajudará a recuperar sua energia após as festas de fim de ano.

Adeus, olheiras

Alguns truques simples podem te ajudar bastante a disfarçar as temidas olheiras que aparecem após uma noite daquelas. Por mais clichê que pareça aplicar rodelas de pepino (ou batatas) nos olhos é uma boa maneira de dar adeus a este desconforto.

 

Outra opção bastante eficaz é utilizar um algodão embebido em suco de batata ou pepino. Não importa qual seja sua escolha, a dica é deixar estes alimentos sobre os olhos durante meia hora e depois lavar o rosto com água bem fria.

 

+ Detalhes

Buffet

Receber nossos amigos e clientes diariamente é o que faz feliz a equipe da República da Saúde. A ansiedade que precede esses momentos se une a expectativa de que tudo de certo, e saia conforme planejado.

+ Detalhes

Padaria Gourmet

Tem integral? Sim! Tem sem glúten? Também! Tem prazer em comer? Sempre!Se não é para agradar o paladar, aqui não tem. Na Constituição da Republica da Saúde é lei ser feliz e deixar o gostinho de quero mais, com glúten ou sem glúten, com cinco, seis ou sete grãos. Aqui a gente contabiliza as boas historias vividas, os bons momentos compartilhados e o percentual que importa é o de clientes felizes e satisfeitos.

+ Detalhes

Cafeteria

Tomar um “cafezinho” com os amigos já virou uma mania mundial. Marcar um café para uma reunião de negócios já faz parte do cotidiano das pessoas que “fazem acontecer”. O nosso conhecido íntimo, que já foi responsável pela economia do nosso país e que inclusive fez com que a Bolsa de Valores fosse fundada lá no século passado, alcançou nos últimos anos seu merecido status.

+ Detalhes

Adega

Comer bem, beber bem e viajar! Será que teremos também que fundar a República da Saúde Viagens? Até que não parece uma má ideia. Que tal abrirmos um dos vinhos da nossa adega para pensarmos sobre este e outros assuntos?

+ Detalhes

pesquisa
de satisfação
República da saúde

O que você achou do nosso novo site?

Próxima pergunta

O que você achou do nosso novo site?

Próxima pergunta

O que você achou do nosso novo site?

Enviar pesquisa

Onde Estamos

Tweets de @repsaude
Download Premium Magento Themes Free | download premium wordpress themes free | giay nam dep | giay luoi nam | giay nam cong so | giay cao got nu | giay the thao nu